7 Dicas de Como Fazer Um Empréstimo Consignado Com As Melhores Taxas

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Reddit
Tumblr

Você está precisando de dinheiro para pagar uma dívida, realizar um sonho ou resolver uma emergência?

Uma das opções que você pode considerar é o consignado, que é um tipo de crédito que tem juros mais baixos e prazos mais longos do que outras modalidades.

  • Mas como fazer um empréstimo consignado com as melhores taxas?
  • O que você precisa saber antes de contratar esse serviço?
  • Quais são os cuidados que você deve ter para não cair em golpes ou endividamento?

Neste artigo, vamos responder essas e outras perguntas sobre o empréstimo, dando dicas valiosas para você fazer a melhor escolha.

Acompanhe!

O que é o empréstimo consignado e como ele funciona?

O que é o empréstimo consignado e como ele funciona?
O que é o empréstimo consignado e como ele funciona?

O consignado é uma modalidade de crédito em que as parcelas são descontadas diretamente do seu salário ou benefício do INSS.

Isso significa que você não precisa se preocupar em pagar boletos ou carnês todo mês, pois o valor é debitado automaticamente da sua conta.

Essa é uma forma de garantir o pagamento para a instituição financeira, que assume um risco menor de inadimplência.

Por isso, o consignado tem juros mais baixos do que outras formas de crédito, como o cheque especial, o cartão de crédito ou o empréstimo pessoal.

Para fazer um empréstimo consignado, você precisa ser um trabalhador com carteira assinada, um servidor público, um aposentado ou um pensionista do INSS.

Além disso, você precisa ter uma margem consignável disponível, que é o limite máximo que pode ser comprometido com as parcelas do empréstimo.

Essa margem é definida por lei e varia de acordo com a sua renda e a fonte pagadora. Por exemplo, se você é um funcionário privado, a sua margem consignável é de 30% do seu salário líquido.

Se você é um beneficiário do INSS, a sua margem consignável é de 35% do seu benefício bruto.

Quais são as vantagens e desvantagens do empréstimo consignado?

Quais são as vantagens e desvantagens do empréstimo consignado
Quais são as vantagens e desvantagens do empréstimo consignado

O consignado tem algumas vantagens e desvantagens, que você deve avaliar antes de contratar esse serviço. Veja quais são elas:

Vantagens do empréstimo consignado

Juros mais baixos: como o pagamento é garantido pelo desconto em folha, o empréstimo consignado tem taxas de juros menores do que outras modalidades de crédito.

Segundo o Banco Central, a taxa média de juros do consignado para trabalhadores privados foi de 18,9% ao ano em fevereiro de 2023, enquanto a taxa média do empréstimo pessoal foi de 87,7% ao ano no mesmo período.

Prazos mais longos: o empréstimo consignado também permite que você parcele o valor emprestado em um período maior, o que pode facilitar o seu planejamento financeiro.

O prazo máximo varia de acordo com a fonte pagadora, mas pode chegar a até 96 meses para servidores públicos e 84 meses para aposentados e pensionistas do INSS.

Facilidade de contratação: o empréstimo consignado não exige muita burocracia para ser contratado, pois não é necessário apresentar comprovante de renda ou avalista.

Além disso, o crédito é liberado rapidamente na sua conta, sem a necessidade de análise de crédito ou consulta ao SPC ou Serasa.

Isso significa que mesmo se você estiver com o nome sujo, você pode conseguir um empréstimo consignado.

Desvantagens do empréstimo consignado

Comprometimento da renda: ao contratar um empréstimo, você está comprometendo uma parte da sua renda mensal com as parcelas do crédito.

Isso pode reduzir o seu poder de compra e dificultar a sua capacidade de poupar ou investir.

Por isso, é importante que você faça um planejamento financeiro e não ultrapasse a sua margem consignável.

Risco de endividamento: o empréstimo consignado pode ser uma armadilha se você não tiver controle sobre as suas finanças.

Como o crédito é fácil e barato, você pode acabar contratando mais de um empréstimo consignado ou refinanciando o seu contrato para obter mais dinheiro.

Isso pode gerar um ciclo vicioso de endividamento, que pode comprometer a sua saúde financeira e mental.

Veja Também, 15 Passos Para Sair Das Dívidas Ainda Em 2023

Golpes e fraudes: infelizmente, existem muitas empresas e pessoas mal-intencionadas que se aproveitam da vulnerabilidade dos consumidores para aplicar golpes e fraudes envolvendo o empréstimo consignado.

Alguns exemplos são: cobrança de taxas indevidas, desconto de parcelas sem autorização, oferta de crédito falso, clonagem de dados pessoais, entre outros.

Por isso, é essencial que você tome cuidado na hora de contratar um consignado e verifique a idoneidade da instituição financeira.

Como fazer um empréstimo consignado com as melhores taxas?

Como fazer um empréstimo consignado com as melhores taxas
Como fazer um empréstimo consignado com as melhores taxas

Agora que você já sabe o que é o empréstimo consignado e quais são as suas vantagens e desvantagens, você deve estar se perguntando como fazer um empréstimo consignado com as melhores taxas.

Afinal, essa é uma forma de economizar dinheiro e evitar pagar juros abusivos. Para isso, você deve seguir alguns passos simples, que vamos explicar a seguir:

Passo 1: Verifique a sua margem consignável

O primeiro passo para fazer um empréstimo consignado é verificar qual é a sua margem consignável disponível.

Como vimos anteriormente, essa é a porcentagem da sua renda que pode ser comprometida com as parcelas do crédito.

Para saber qual é a sua margem consignável, você pode consultar o seu contracheque ou extrato bancário, onde deve constar o valor líquido da sua remuneração e os descontos referentes ao empréstimo consignado (se houver).

Você também pode usar uma calculadora online para estimar a sua margem consignável.

Passo 2: Pesquise as opções de crédito

O segundo passo para fazer um empréstimo consignado é pesquisar as opções de crédito disponíveis no mercado.

Você não precisa se limitar à instituição financeira que tem convênio com a sua fonte pagadora, pois você pode comparar as ofertas de diferentes bancos e financeiras.

Para isso, você pode usar um simulador online ou um aplicativo de celular que permite que você faça cotações de empréstimo consignado com diversas instituições.

Assim, você pode analisar as taxas de juros, os prazos, os valores das parcelas e as condições de contratação de cada opção.

Passo 3: Escolha a melhor proposta

O terceiro passo para fazer um empréstimo consignado é escolher a melhor proposta de crédito para o seu perfil e necessidade.

Para isso, você deve levar em conta não apenas a taxa de juros, mas também o custo efetivo total (CET) do empréstimo, que inclui todos os encargos e despesas envolvidos na operação, como impostos, tarifas, seguros, etc.

Além disso, você deve considerar o prazo do empréstimo, que deve ser adequado à sua capacidade de pagamento e ao seu objetivo.

Por exemplo, se você quer quitar uma dívida mais cara, pode optar por um prazo mais curto. Se você quer realizar um projeto pessoal, pode optar por um prazo mais longo.

Passo 4: Contrate o empréstimo consignado

O quarto e último passo para fazer um empréstimo consignado é contratar o crédito com a instituição financeira escolhida.

Para isso, você deve fornecer os seus dados pessoais e bancários, assinar o contrato e autorizar o desconto das parcelas em folha.

Você também deve enviar os documentos solicitados pela instituição, como RG, CPF, comprovante de residência e comprovante de renda ou benefício.

Após a aprovação do crédito, o valor é depositado na sua conta em até 48 horas.

Quais são as dúvidas mais comuns sobre o empréstimo consignado?

Quais são as dúvidas mais comuns sobre o empréstimo consignado?
Quais são as dúvidas mais comuns sobre o empréstimo consignado?

O empréstimo consignado é uma modalidade de crédito que gera muitas dúvidas entre os consumidores.

Por isso, vamos esclarecer algumas das perguntas mais frequentes sobre esse assunto:

Posso fazer mais de um empréstimo consignado? Sim, você pode fazer mais de um empréstimo consignado, desde que respeite a sua margem consignável e não ultrapasse o número máximo de contratos permitidos pela sua fonte pagadora.

Por exemplo, se você é um beneficiário do INSS, você pode ter até nove contratos de empréstimo consignado ativos.

Posso antecipar ou quitar o meu empréstimo consignado? Sim, você pode antecipar ou quitar o seu empréstimo consignado a qualquer momento, sem pagar multa ou penalidade.

Para isso, você deve solicitar à instituição financeira o valor do saldo devedor atualizado e efetuar o pagamento.

Assim, você pode economizar nos juros e liberar a sua margem consignável para novas operações.

Posso portar ou refinanciar o meu empréstimo consignado? Sim, você pode portar ou refinanciar o seu empréstimo consignado se encontrar uma proposta mais vantajosa em outra instituição financeira.

A portabilidade é a transferência do seu contrato de crédito para outro banco ou financeira, mantendo as mesmas condições originais.

O refinanciamento é a renegociação do seu contrato de crédito com outro banco ou financeira, alterando as condições originais.

Em ambos os casos, você deve solicitar à instituição financeira atual a autorização para a operação e à instituição financeira nova a proposta de crédito.

Como evitar armadilhas e golpes no empréstimo consignado?

Como evitar armadilhas e golpes no empréstimo consignado
Como evitar armadilhas e golpes no empréstimo consignado

O empréstimo consignado é uma modalidade de crédito que pode ser muito útil para quem precisa de dinheiro rápido e barato.

No entanto, também pode ser uma fonte de problemas se você não tomar alguns cuidados na hora de contratar esse serviço.

Por isso, vamos dar algumas dicas para você evitar armadilhas e golpes no empréstimo consignado:

Não aceite ofertas não solicitadas: se você receber uma ligação, um e-mail ou uma mensagem oferecendo um empréstimo consignado sem que você tenha pedido, desconfie.

Pode se tratar de uma tentativa de golpe ou de uma empresa não autorizada a operar esse tipo de crédito.

O ideal é que você procure você mesmo as instituições financeiras de sua confiança e faça as suas próprias cotações.

Não pague taxas antecipadas: se alguém pedir para você pagar alguma taxa ou depósito antecipado para liberar o seu empréstimo consignado, não caia nessa armadilha.

Essa é uma prática ilegal e fraudulenta, que visa extorquir dinheiro dos consumidores.

O empréstimo consignado não exige nenhum tipo de pagamento prévio, pois os custos são embutidos nas parcelas do crédito.

Não forneça seus dados pessoais ou bancários: se alguém solicitar os seus dados pessoais ou bancários, como RG, CPF, senha, cartão ou conta corrente, não informe.

Esses dados podem ser usados para clonar a sua identidade, abrir contas em seu nome ou fazer empréstimos consignados sem a sua autorização.

Proteja as suas informações e só as compartilhe com instituições financeiras idôneas e com o seu consentimento.

Não assine contratos sem ler: se alguém lhe entregar um contrato de empréstimo consignado para assinar, não assine sem ler atentamente todas as cláusulas e condições.

Verifique se o valor, o prazo, a taxa de juros, o CET e a margem consignável estão de acordo com o que foi combinado.

Se houver alguma divergência ou irregularidade, não assine e denuncie. Se possível, peça uma cópia do contrato e guarde-a para eventuais consultas ou reclamações.

Como resolver os problemas relacionados ao empréstimo consignado?

Como resolver os problemas relacionados ao empréstimo consignado
Como resolver os problemas relacionados ao empréstimo consignado

Se você já fez um empréstimo consignado e está enfrentando algum problema relacionado a esse serviço, como cobrança indevida, desconto abusivo, contrato irregular ou golpe, saiba que você tem direitos e pode buscar soluções.

Veja algumas dicas de como resolver os problemas relacionados ao empréstimo consignado:

Entre em contato com a instituição financeira: o primeiro passo é entrar em contato com a instituição financeira que concedeu o empréstimo consignado e tentar resolver o problema de forma amigável.

Explique a sua situação, apresente os seus documentos e comprovantes e solicite uma solução adequada.

Se possível, registre o seu atendimento por escrito ou grave a conversa.

Procure os órgãos de defesa do consumidor: se a instituição financeira não resolver o seu problema ou se negar a atendê-lo, você pode procurar os órgãos de defesa do consumidor, como o Procon, o Bacen ou o Ministério Público.

Esses órgãos podem intermediar a negociação entre você e a instituição financeira, fiscalizar as irregularidades e aplicar as sanções cabíveis.

Recorra à Justiça: se nenhuma das alternativas anteriores funcionar, você pode recorrer à Justiça para defender os seus direitos.

Você pode ingressar com uma ação judicial contra a instituição financeira, pedindo a revisão do contrato, a suspensão dos descontos, a devolução dos valores pagos indevidamente ou a indenização por danos morais e materiais.

Para isso, você pode contar com a ajuda de um advogado ou da Defensoria Pública.

Conclusão

O empréstimo consignado é uma modalidade de crédito que pode ser muito vantajosa para quem precisa de dinheiro rápido e barato.

No entanto, também requer cuidados e planejamento para evitar armadilhas e golpes.

Neste artigo, você aprendeu como fazer um empréstimo consignado com as melhores taxas, quais são as vantagens e desvantagens desse tipo de crédito e como evitar problemas relacionados a esse serviço.

Esperamos que este artigo tenha sido útil para você e que você possa fazer um bom uso do empréstimo consignado.

Se você gostou deste conteúdo, compartilhe-o nas suas redes sociais e deixe um comentário abaixo com a sua opinião ou sugestão.

Obrigado pela sua atenção e até a próxima!

Por Lazaro Silva

Por Lazaro Silva

Especialista em Marketing Ditigal e Analista de Sistemas

Compartilhe este post: